Cunha Machado

Cunha Machado

CUNHA MACHADO   TRONCO    I – João da Cunha Machado, natural de Mogi Mirim, filho de Floriano José de Oliveira e Esméria Maria de Santana, foi casado no Amparo, onde ambos eram moradores, com Ana Joaquina, natural de Nazaré, filha de Gabriel Antônio e Rita Maria (CA-2:68v) João da Cunha Machado e Ana Joaquina foram pais de: 1 – Antônio, batizado no Amparo em 1852, sendo padrinhos Bento Corrêa de Moraes e Maria Umbelina da Silva (BA-5:86) É o Antônio da Cunha Machado, filho de João da Cunha Machado e de Ana Joaquina Pinto, que casou no Amparo em 1878 com Maria Antônia de Jesus, filha de Manuel Jacinto Pereira e de Marinha de Jesus, sendo testemunhas José Benedito da Silva e João Antônio dos Santos (CA-7:58) 2 –  Martinha da Cunha, filha de João da Cunha Machado e … Continue...
Castilho

Castilho

CASTILHO   TRONCO I   I – Francisco Antônio de Castilho, casado com Rosa Maria de Jesus (ou da Conceição…), casal vindo de Paraibuna, em meados do século XIX, teve os filhos: 1 – Valério Antônio de Castilho, natural de Paraibuna, casou no Amparo em 1854 com Francisca Maria das Dores, filha de José Corrêa de Lima e de Inês Maria Cardoso. Em 1872 Francisca Maria das Dores, viúva de Valério Antônio de        Castilho, casou no Amparo em 1872 com Vicente Maciel Barbosa, viúvo de Maria Francisca de Oliveira (CA-6:48v). Vicente fora um dos envolvidos na “revolta dos Cintras”, episódio da Revolução Liberal de 1842, tendo participado de uma reunião dos sediciosos. 2 – Benedita Maria de Jesus, natural de Paraibuna, casou no Amparo em 1854 com Bento de Sousa Franco, natural de Bragança, filho de Joaquim de Sousa … Continue...
Corrêa Pinto

Corrêa Pinto

CORRÊA PINTO   TRONCO I   I – Francisco Antônio Bueno e Joaquina Pinto de Oliveira, casal que morou em Amparo na metade do século XIX teve: 1 –  Pedro Corrêa Pinto, que casou em 1863 com Maria Alves de Jesus, filha de Inácio José de Moraes e Escolástica Maria Franco (CA-5:43). Pedro Corrêa Pinto, viúvo de Maria Alves, sepultada em Amparo, casou novamente em Amparo em 1870 com Gertrudes de Godoy, de Bragança, filha de Lourenço de Godoy Bueno e de Delfina de Godoy Bueno, já falecida. (CA-6:17) Em 27/8/1891 Pedro Corrêa já era falecido, pois Gertrudes vendeu “terras em Monte Alegre no sítio que foi do seu finado marido Pedro Corrêa Pinto”. (1ºof.106:2v)   TRONCO II   II –      Felisberto Corrêa Pinto e Ricarda Maria, gente de Bragança, certamente aparentada com os Corrêa Pinto de Amparo, teve: … Continue...
Cunha Pinto

Cunha Pinto

CUNHA PINTO        TRONCO  I   I – José da Cunha Pinto e sua mulher Maria Lourença, pais de: 1 –  Gertrudes, batizada no Amparo em 30/11/1828, pelo Pe. Figueira, e registrada em Serra Negra, sendo padrinhos José Soares, solteiro, e Mariana Alves de Oliveira (BSN-1:8v.)
Castro

Castro

CASTRO   TRONCO   I  –      Damaso José do Nascimento, que também usava o nome de  Damaso José de Castro, já falecido em meados de 1851 (1ºof.3:44), casado com Angelina Maria, foi pai de: 1 – Angelina, batizada no Amparo em 1838, sendo padrinhos Joaquim Ferraz de Oliveira e sua mulher Maria Jesuína de Jesus; 2 – Francisca Maria de Jesus, filha de Damaso José do Nascimento e de Angelina Maria, casada em 1841 com Antônio Manuel da Silva, filho de Manuel Inácio e Gertrudes Maria de Jesus (CA-2:53v); foram pais de: 2.1 – Joaquim, batizado em 1849, sendo padrinhos Damaso José de Castro e Ana Maria de Jesus. (BA-5:8v)
Corrêa Pupo

Corrêa Pupo

CORRÊA PUPO   TRONCO   O Alferes José Corrêa Pupo casou em Atibaia com Ana da Silveira, batizada em 1802, filha do Alferes Antônio da Silveira Cardoso e Dionísia Vieira de Oliveira, neta paterna do capitão-mor Francisco da Silveira Franco e de Maria Cardoso de Oliveira, neta materna do Alferes Vicente Vieira de Oliveira e de Maria Domingues (SL, 2:64). José Corrêa Pupo e Ana da Silveira foram pais de: 1 – Florêncio Corrêa Pupo, casado com Escolástica Leopoldina, filha do capitão Inácio Caetano da Silveira e de Delfina de Campos. Tiveram os filhos moradores do Amparo: 1.1 – José Inácio da Silveira Pupo, solteiro. 1.2 – Inácio da Silveira Pupo, fazendeiro em São Manuel, casado com Maria Marcolina de Campos, filha de José Manuel Cintraa e de Constança de Campos. Foram pais de: 1.2.1 – Maria da Silveira, casada … Continue...
Cunha Maciel

Cunha Maciel

CUNHA MACIEL   TRONCO I   I – Salvador da Cunha Maciel, casado com Ângela Bueno Franco, ou Ângela Alves do Prado, ou ainda Ângela Maria, morava no Bairro Camanducaia em 1817. Salvador já era falecido em 1826 quando Ângela se casou com João Leme de Moraes, este viúvo de Inácia Maria de Godoy. O casal Salvador e Ângela teve os filhos: 1 – Francisco, batizado em Mogi Mirim em 1817; 2 – Maria Alves de Moraes, natural de Bragança, filha de Salvador da Cunha Maciel e Ângela Maria, batizada em Mogi Mirim em 1820, casou em Mogi Mirim em 1829 com José Pires Barbosa, natural de Mogi Mirim, filho de João Leme de Moraes e Inácia Maria. (CM-1:125) 3 – Ricarda Bueno, casada em Mogi-Mirim em 1827 com Joaquim Rodrigues Cardoso, natural de Bragança, filho de Joaquim Cardoso Pinto … Continue...
Claro da Cunha

Claro da Cunha

CLARO DA CUNHA   TRONCO I   I – João Claro da Cunha, certamente parente de Silvestre de Cunha Claro, era casado com Ana Joaquina da Conceição, também conhecida por Ana Joaquina de Jesus. Esse casal morou em Bragança, Serra Negra e em Itatiba, mas alguns filhos casaram no Amparo. Em 1875 o casal hipotecou a Francisco Granato um sítio no Bairro dos Leais, em Serra Negra (1ºof. 34:28). O casal gerou: 1 – Cipião Emiliano Claro, de Belém do Jundiaí, casou no Amparo em 1872 com Ana Maria Porfíria, de Cambuí-MG, filha de João Evangelista Alves, falecido, e de Maria Teresa. (CA-6:52v) 2 – Joana Bernardina Clara, de Bragança, filha de João Claro da Cunha e Ana Joaquina, casou no Amparo em 1873 com Tomé Evangelista dos Santos, de Camanducaia, filho de João Evangelista dos Santos e de Maria … Continue...
Corrêa dos Santos

Corrêa dos Santos

CORRÊA DOS SANTOS   TRONCO  I   1 – José Corrêa dos Santos, casado com Lina Rosa de Oliveira, casal bragantino que já estava no Amparo em 1830, pais de :- 1.1 – Gertrudes Maria de Jesus, natural de Bragança, casada com José Francisco de Oliveira, viúvo de Francisca Maria Cardoso; em segundas núpcias casou com José Maurício de Oliveira. Gertrudes e José Francisco foram pais de: 1.1.1 – Maria, falecida na infância; 1.2 – José Joaquim de Oliveira, casado em 1832 no Amparo com Francisca Maria de Oliveira, filha de José Francisco de Oliveira e Francisca Maria Cardoso; enviuvando de Francisca Maria de Oliveira, José Joaquim casou com Gertrudes Pires de Oliveira, filha de Felisberto Cardoso de Oliveira e de Maria Antônia de Ávila; pais de: 1.2.1 – Ana, batizada em 1834; 1.3 – Gabriela Maria de Oliveira, casada … Continue...
Cunha Prado

Cunha Prado

CUNHA PRADO   TRONCO  I   I –  João Mariano Batista, casado com Ana da Cunha Franco, moradores de São João (provavelmente Atibaia, mas pode ser a atual Joanópolis), pais de : 1 – Antônio da Cunha Prado, casado no Amparo em 1829 com Maria de Godoy Bueno, filha de Manoel Joaquim Cardoso e Ana Bueno de Oliveira; pais de: 1.1 – Escolástica, batizada no Amparo em 1833; 1.2 – Gertrudes, batizada no Amparo em 1834; 1.3 – Rosa, mencionada em 1856 (RPT, 45)