Bueno

Bueno

BUENO   TRONCO I   O Tenente Manuel Antônio Bueno, casado com Gertrudes Maria, morador do bairro Camanducaia já em 1828, ocasião em que ele e sua mulher foram padrinhos de Ana, exposta em sua casa e batizada em Serra Negra, foi pai de: 1 – Maria Teodora de Jesus, casada em 1831 com Pedro de Lima Bueno, viúvo de Gertrudes Maria Franco (esta filha do Alferes José Joaquim Rodrigues e de Ana Franco Cardoso, neta paterna de Antônio Rodrigues do Prado e de Ursula de Siqueira, neta materna do Tenente José de Godoy Moreira e de Isabel Cardoso). Maria Teodora e Pedro tiveram: 1.1 – José, batizado em 1839; 2 – José Bueno, filho de Manoel Antônio Bueno e de Gertrudes Maria de Jesus, casou em Serra Negra em 1834 com Claudiana de Jesus, filha de Francisco de Paula … Continue...
Burgos

Burgos

BURGOS   1 – Dr. Coriolano Barreto de Burgos, natural de Lençóis, Bahia, médico, famoso cirurgião, diretor clínico do Hospital Ana Cintra durante décadas, casado com D. Eliza Lopes de Burgos, também baiana, moradores de Amparo já no final do século XIX. Dr. Coriolano foi também político, elegendo-se vereador em 1905. Foi um dos principais batalhadores pela criação do Ginásio Estadual de Amparo, hoje Instituto de Educação Dr. Coriolano Burgos. Coriolano e Eliza foram pais de: 1  – Dr. Carlos Afonso de Burgos, médico, também cirurgião, casado com Consuelo de Moraes, pais de: 1.1 – Dr. Carlos Afonso de Moraes Burgos, médico, casado com Benvinda Whitaker Alvim, ambos já falecidos, com geração. 1.2 – Dr. Orlando de Moraes Burgos, médico, ginecologista e obstetra, morador em Campinas, casado com Magali. 1.3 – Marta Burgos, casada. 2 – Dr. Cid Lopes de … Continue...
Barbosa Coelho

Barbosa Coelho

BARBOSA COELHO   TRONCO I   I – Augusto Barbosa Coelho e Firmina Maria das Dores, gente de Porto Feliz, foram pais de: 1 – Gertrudes Augusta Barbosa, natural de Porto Feliz, filha de Augusto Barbosa Coelho e de Firmina Maria das Dores, casou no Amparo em 1887 com Francisco Rodrigues Garcia, natural de Mogi-Mirim, filho do finado Jeremias Rodrigues Garcia e de Ana Maria da Conceição, sendo testemunhas Laurindo Pinto de Almeida e Virgílio Cardoso do Prado (CA-12:5v) 2 – Maria Augusta Barbosa, natural de Porto Feliz, filha de Augusto Barbosa Coelho e de Fermina Maria das Dores, casado no Amparo em 1887 com José Leite de Oliveira Bueno, filho de Modesto Antônio de Oliveira Bueno e de Maurícia Leite da Silva (CA-12:20v).  
Bicudo de Siqueira

Bicudo de Siqueira

BICUDO DE SIQUEIRA   TRONCO I   I –  A família Bicudo de Siqueira surgiu no Vale do Paraíba, onde um deles, Inácio Bicudo de Siqueira foi capitão-mor de Pindamonhangaba e se espalhou depois para outras regiões, inclusive para Amparo. Um de seus membros, Bento Bicudo de Siqueira, casado com Francisca (ou Floriana) Maria de Jesus, originários do Sul de Minas, teve: 1 – Domingos Bento da Silva, natural de São Bento do Sapucaí-MG, filho de Bento Bicudo de Siqueira e de Francisca Maria de Jesus, casou no Amparo em 1884 com Ana Maria do Nascimento, filha de José Maria Neto e de Francisca Maria de Jesus, sendo testemunhas Francisco Vieira da Rocha e Antônio Gomes Coutinho (CA-10:39) 2 – Caetano Bento de Siqueira, de São Bento do Sapucaí, filho de Bento Bicudo de Siqueira e de Floriana Maria de … Continue...
Bueno de Aguiar

Bueno de Aguiar

BUENO DE AGUIAR   O Capitão Paulino Bueno de Aguiar, filho de Ana Miquelina Dultra e de Lourenço Antônio, foi casado com Idalina Carolina de Brito, viúva de Eduardo Alves de Moura, filha de João Alves Cardoso. Tiveram, segundo Silva Leme, 1:495/496, os filhos: 1 – Ana Aguiar, casada com seu primo Manuel Bueno de Aguiar. 2 – Maria, casada com Emílio Moreira Lima, filho de Manuel Moreira Lima e Constança Alves. Emílio, ou Emígdio, vendeu em 1890 terras no sítio Paiol Queimado, no Bairro das Onças, a João Lopes de Faria, morador de Bragança (1ºof.92:7) 3 – Leopoldina Bueno de Aguiar, casada com o Tenente-Coronel João Evangelista Gonzaga Leme, filho do Coronel Luís Manuel da Silva Leme e de Carolina Eufrásia de Moraes Leme. Este casal, morador de Bragança, permutou em 1890 terras “no sítio Paiol Queimado, que foi … Continue...
Bolsonaro

Bolsonaro

BOLSONARO   TRONCO I Os bisavós de Jair Bolsonaro: Lado materno, que tem ascendência 100% italiana, reunindo sobrenomes Bonturi, Pardin, Lenzi, Vannucci, Cavalletti e Andreini e seu bisavô alemão Sr. Carl Hintze. Lado paterno, Vittorio Bolzonaro, depois conhecido como João Bolsonaro, nasceu em 12 de abril de 1878 na pequena comuna de Anguillara Veneta, e Filomena Lodia D’Agostini, conhecida como Lucia D’Agostini. Vittorio “João” Bolzonaro e Lucia D’Agostini casaram-se em Pedreira em 16 de julho de 1904. Ambos emigraram de pequenas vilas que distam menos de 40 quilômetros uma da outra para se encontrar e se casar no interior de São Paulo, a quase 10 mil quilômetros de distância da terra natal”. Vittorio “João” Bolzonaro, chegou ao Brasil em 25 de maio de 1888 com os pais Angelo Bolzonaro e Francesca Remo e com os irmãos Regina Giovanna e Tranquillo. Lucia D’Agostini chegou ao Brasil seis meses depois, … Continue...
Barbosa Dias

Barbosa Dias

BARBOSA DIAS   TRONCO I   1 – João Barbosa Dias, “administrador do Capitão Joaquim de Sousa Freire” constando de sua casa vinte e sete pessoas, era casado com Ana Bueno de Toledo (ou Ana Angélica de Toledo). Ambos já eram falecidos em 1843 (João já era viúvo em 1840), e foram pais de: 1.1 – Isabel Pires Monteiro, natural de Mogi Mirim, casada no Amparo em 1836 com João Pinto de Lima, filho de Antônio de Lima do Prado e Inácia Bueno, também de Mogi Mirim: 1.2 – Gertrudes Maria Bueno, casada no Amparo em 1840 com Lourenço Pinto Guedes, filho de Victorino do Prado e de Jacinta Bueno; foram pais de: 1.2.1 – Justina, batizada em 1841. 1.3 – Maria Joaquina do Espírito Santo, amparense, batizada em 1830, casada em 1843 com Crispim Pinto de Lima, filho de … Continue...
Bittencourt / Taques

Bittencourt / Taques

BITTENCOURT / TAQUES   –    A família Taques é de origem holandesa, mas remonta aos primeiros tempos da colonização, pois já estava no Brasil na segunda metade do século XVI. Já os Bittencourt passaram da França para Portugal e dali para as ilhas portuguesas do Atlântico. As façanhas náuticas de Colombo, Vasco da Gama e Cabral, permitiram que o sangue dessas estirpes estivesse reunido no Amparo no final do século XIX. (Se não fossem as grandes navegações o máximo que um índio Guarulho, primitivo habitante de Amparo, poderia fazer era casar com uma Caiapó de Mogi Mirim ou com uma Tupiniquim de São Paulo). O grande genealogista Pedro Taques de Almeida Paes Leme, descendente em linha reta dos primeiros Taques brasileiros, casou três vezes: a primeira em 1745 em São Paulo com Maria Eufrásia da Costa Lomba, a segunda … Continue...
Bueno do Amaral

Bueno do Amaral

BUENO DO AMARAL   TRONCO  I (corrigir o casamento do tronco – Manuela era realmente filha de Daniel Domingues dos Passos)   I – Francisco Bueno do Amaral, natural de Atibaia, filho de Manuel Domingues de Alvarenga e de Ana Joaquina Cardoso, foi casado com Manoela Alves de Oliveira, filha do Sargento João Leme da Silva e de sua segunda mulher Escolástica Maria de Oliveira (F.B. do Amaral e sua mulher estão mencionados em Silva Leme, 1:108, onde Manuela é dada como filha de Daniel Domingues dos Passos e de Escolástica Maria, esta antes viúva do Sargento João Leme do Prado – Silva Leme corrigiu isso no vol. 8:84) foram pais de: 1 – Malaquias Bueno de Oliveira, batizado em 1834 (BA-2:42v) filho de Francisco Bueno do Amaral e de Manuela Alves  de Oliveira Leme,  casado com Eufrásia Francisca de … Continue...
Barata

Barata

BARATA   I – O Dr. Domingos Gonçalves Barata, médico baiano, foi casado com Elvira de Sousa Pena, nascida em 1878 e falecida em 1932, filha de Virgínio Ramos Ortiz e Maria da Glória Pena. Foram pais de: 1 – Aníbal, falecido na infância; 2 – Florival, falecido na infância; 3 – Querubim Barata, tabelião em São Paulo, nascido em 1903, casado com Marina Pastana, filha de Joaquim Pastana e Maria do Carmo Pastana. Querubim combateu na Revolução Constitucionalista de 1932 no setor de Cunha. Foram pais de: 3.1 – Maria José Barata; 3.2 – Rui Barbosa Barata; 3.3 – Vicente de Paulo Barata; 3.4 – João Ramalho Barata, engenheiro aeronáutico, casado.