Crises do Café

Crises do Café

– 9/4/1872 – Grave crise na Inglaterra em 1836 – ferrovias e fábricas afetadas – alta de preço das terras (DSP) NÃO se conhecem repercussões no Brasil. – 21/11/1876 – fala-se em “crise financeira” – “das mais perigosas e funestas conseqüências”. (OESP) – 31/12/1876 – protesto de letra contra figuras ilustres – Estevão Ribeiro de Rezende e outros – crise? (OESP) – 25/1/1879 – crise na Inglaterra – a pior desde a Guerra da Criméia – importação de vinhos portugueses caiu muito. (OESP) – 23/8/1888 – Representação de fazendeiros, 62 assinaturas, contra o imposto de 20 réis sobre cada arroba de café. Alegam a “crise horrível por que está passando a lavoura; falta de braços e dinheiro, mesmo para pagar os poucos trabalhadores que aparecem”; “aproxima-se a estação chuvosa; os caminhos estão por fazer; o tropeiro conduz o café pelo … Continue...
Fazendas do Amparo e Região

Fazendas do Amparo e Região

– 16/2/1862 – O Correio Paulistano anuncia a venda da fazenda do Capitão Francisco Mariano Galvão Bueno, em Amparo, “com 40 bons escravos… 6000 alqueires de planta de milho em muito boas terras, cento e tantos mil pés de café na forma da sua produção, bons gramados (pastos), serra d’água, moinho, roda de mandioca e fábrica completa de soque e benefício de café”. (EFA, 42/43) – 19/2/1862 – estava à venda a fazenda do capitão Francisco Mariano Galvão Bueno, em Amparo, com 600 alqueires e 40 escravos, por motivo da moléstia que acometera seu dono. (CP) – 26/7/1864 – Fugiu um escravo da Fazenda Santa Helena, então no município de Serra Negra, de José Jacinto de Araújo Cintra – “toca bem viola e é bastante folgazão”. (CP) – 28/5/1865 – Vende-se fazenda no Amparo – pela descrição é no Bairro … Continue...
Pesquisa sobre Bernardino de Campos em Amparo

Pesquisa sobre Bernardino de Campos em Amparo

— 19/4/1864 – Artigo de Américo Brasílio de Campos protesta contra a nomeação de Delegado de Polícia de Campinas, ligado por parentesco aos assassinos de seu pai Dr. Bernardino de Campos (Sênior). (CP) – 1/10/1868 – Concedida exoneração ao Dr. Bernardino de Campos Jr. do lugar de inspetor da Instrução Pública de Amparo. (CP) – 1/2/1869 – Conflito político entre liberais e conservadores na Igreja do Rosário, que servia de Matriz, em que se envolvem, entre outros, alguns dos quais feridos, Antão de Paula Sousa, Dr. Bernardino de Campos, João Pedro e Bento de Godoy Moreira, Antônio Bueno de Camargo Silveira, Joaquim de Paula Sousa Camargo, José Inácio Teixeira, Inácio José Bueno, Antônio Pires de Godoy Jorge, Antônio Joaquim de Oliveira Prestes Jr., Joaquim Franco de Camargo, Dr. Pinto Nunes, Hipólito Firmino de Sousa Peruche e José Lourenço Gomes Jr. … Continue...
História

História

No início do século XIX, famílias de Atibaia, Bragança e Nazaré fixaram-se num bairro chamado Camandocaia, na região do Sertão de Bragança, possivelmente atraídos pela fertilidade das terras da região. Por volta de 1824, os moradores do retiro, com autorização do vigário capitular, constroem uma capela dedicada a Nossa Senhora do Amparo, que acabaria por dar nome à cidade. Em 8 de abril de 1829, o bairro da capela de Nossa Senhora do Amparo ganha a condição de capela curada, data que é oficialmente considerada a fundação de Amparo. Com o crescimento dos anos seguintes, o aglomerado é elevado a condição de freguesia (1839). 1850 marca o início das lavouras de café, ciclo que impulsionaria a elevação da vila Nossa Senhora do Amparo à categoria de cidade em 1863. No período de 1870 a 1875, Antônio Pedro e José Pedro … Continue...
Turismo

Turismo

Amparo é uma das seis Estâncias Hidrominerais do Circuito das Águas Paulista, terceiro principal destino turístico do Estado de São Paulo. Seu principal atrativo turístico provém de sua geologia (Estância Hidromineral), principalmente de suas águas, sejam elas de suas fontes de águas minerais, seja do principal manancial que corta o município, o rio Camanducaia. Amparo dispõe também de um importante Patrimônio Histórico, protegido pelo CONDEPHAAT (órgão responsável pela preservação no Estado de São Paulo) e por seu Plano Diretor, objeto de teses e livros e considerado um dos mais diversificados e bem preservados da segunda metade do século XIX (época da lavoura cafeeira). Além disso, o Carnaval de Amparo é referência na região, bem como seu Festival de Inverno.
Parque Linear

Parque Linear

O Parque Linear “Águas do Camanducaia” é um parque público localizado às margens do rio Camanducaia. Possui 3.100 metros de extensão, com jardins, ciclovia, pista de skate e bike, quadra de areia, fonte luminosa com água tratada (pode-se utilizar para banho), equipamentos de ginástica, parque infantil, quatro passagens para pedestres sobre o rio Camanducaia e pequenos quiosques de comércio.
Religião

Religião

Igreja Católica O município pertence à Diocese de Amparo. Igrejas protestantes Amparo, segundo estimativa do IBGE, tem aproximadamente 6,5% da população pertencente a alguma organização cristã protestante.