Almeida Bueno

Almeida Bueno

ALMEIDA BUENO   TRONCO   Manuel de Almeida Bueno era filho de Jerônimo de Almeida Camargo (este filho de Marcelino de Almeida Camargo, neto de Miguel de Almeida Prado e bisneto de João da Cunha Lobo) e de Josefa de Almeida de Siqueira, por esta neto de Antônio de Siqueira de Alvarenga e de Maria Soares de Almeida. Manuel era Sargento, provavelmente do corpo de ordenanças da capitania (SL, 5:57/58). Casou em 1800 em Atibaia com Juliana Domingues, filha de Caetano Domingues Paes (neta por este de Pedro Domingues Paes e de Maria Ribeiro) e de sua segunda mulher Maria Corrêa de Moraes, por esta, neta de Pedro Gomes Corrêa e de Cristina Maria de Moraes. Mais tarde passou-se para Serra Negra, onde alguns de seus filhos se casaram. Talvez nunca tenha sido morador do Amparo, mas ligou-se por parentesco … Continue...
Alves Cordeiro

Alves Cordeiro

ALVES CORDEIRO   1 – Veja CORDEIRO – Tronco II
Alves de Siqueira

Alves de Siqueira

ALVES DE SIQUEIRA   TRONCO I   I – Uma das tramas genealógicas mais complicadas é a que entrelaça a figura de Joaquim Alves de Siqueira. Ao que tudo indica, ele seria o mesmo que foi casado casado com Joana Cardoso de Oliveira, moradores de Serra Negra, mas esse é um simples homônimo. Joaquim Alves de Siqueira era natural de Mogi-Mirim, filho de José Soares e Mariana Alves de Oliveira e se casou com Dionísia Cardoso de Lima, viúva, de João Soares de Siqueira, que foram moradores do bairro Camanducaia e que foram padrinhos de batizado em Mogi-Mirim em 1821 (BM-7:78v).  Depois de enviuvar de Dionísia, Joaquim Alves de Siqueira se casou em 1854 com Maria Severiana da Silva Aranha, filha de José Francisco Barbosa Aranha e de Gertrudes Hermínia (SL, 7:490 – CA-3:33v). No testamento de Joaquim (1ºof.12:16v), em … Continue...
Ávila

Ávila

ÁVILA   TRONCO I   I – Florentino José Pinto e Eufrásia Corrêa de Ávila, foram moradores de Serra Negra. Eufrásia Corrêa de Ávila deve ser certamente a Eufrásia, filha de José Pires de Ávila e de Maria Pires da Silva, mencionada por Silva Leme em sua Genealogia Paulistana, 9:47 (3-2). O “Corrêa” de seu nome vem de Maria Corrêa das Neves, sua bisavó paterna. Eufrásia e Florentino foram pais de: 1 – Custódio José de Avila, casado em Serra Negra em 1827 com Maria Francisca de Brito, filha de José Joaquim Leme e de Ana Bueno de Oliveira. Em 1828, Custódio, já viúvo, casou com sua cunhada Maria Francisca de Ornelas, filha do mesmo casal, de quem teve: 1.1 – Ana, batizada em Serra Negra em 1829; 2 – Manuel da Fonseca Pinto, casado em Serra Negra em 1830 … Continue...
Almeida Leite

Almeida Leite

ALMEIDA LEITE   Antônio Leite de Sampaio, casado a primeira vez em 1798 com Francisca de Paula Leite, e a segunda vez com Leonor de Vasconcelos, sem sucessão desta, mas teve 17 filhos da primeira. Entre esses filhos (Revista Genealógica Latina, 21177) consta: 1 – Carolina de Almeida Leite, casada com Joaquim Ferraz de Arruda Penteado, com sucessão em Jundiaí e Amparo (SL, 4:199, 4-9).Pais de: 1.1 – Maria de Arruda Penteado, casada com seu primo irmão Francisco de Almeida Pedroso.
Alves da Costa

Alves da Costa

ALVES DA COSTA   TRONCO   Gaspar Alves da Costa e Rita da Costa Vaz, moradores de Paranaguá, tiveram: 1 – Salvador Alves da Costa, natural de Paranaguá, que casou no Amparo em 21/2/1832 com Antônia Maria de Jesus, natural de Bragança, filha de Antônio José de Moraes e de Clara Domingues dos Passos (CA-1:16v). Antônia Maria faleceu em 27/12/1839, aos 32 anos de idade. Salvador, depois de viúvo, casou em 1843 no Amparo com Albina Francisca, viúva de Francisco Teles de Godoy. Salvador e Antônia, sua primeira mulher, tiveram: 1.1 – Joaquim, batizado no Amparo em 1834.
Alves de Sousa

Alves de Sousa

ALVES DE SOUSA   TRONCO I   1 –  Narciso Alves de Sousa e Maria  Nunes Ferreira, de Portugal, tiveram: 1 – Joaquim de Sousa Campos, de Portugal, que casou no Amparo em 1862 com Maria de Sousa Gomes, filha de  Francisco José Gomes e de Maria Rosa da Conceição, já falecida (CA-5:27)   TRONCO II   II –  Bernardino Alves de Sousa, português, filho de Joaquim Pereira de Sousa e de Bernardina Maria de Sousa, casou no Amparo em 1861 com Rosa Maria da Cunha, filha de Lauriano Antônio da Cunha e de Luzia Maria de Jesus (CA-5:11v). Posteriormente, já viúvo, casou com Maria Umbelina de Sousa; mas teve filhos desta durante o período da viuvez, que reconheceu em 28/9/1894. Esses filhos resultantes de suas relações com Maria Umbelina de Sousa podiam ser reconhecidos, pois não havia nenhum impedimento … Continue...
Azevedo

Azevedo

AZEVEDO   TRONCO  I   I – José Félix (ou José Felipe) de Azevedo e sua mulher Ana da Silva Pimentel (que morava em terras amparenses em 1829 e que ao que parece também era conhecida como Ana Pires da Silva), foram pais de: 1 –  Maria Joaquina de Oliveira, que casou em Mogi Mirim em 1826 com Modesto Antônio Cardoso, natural de Bragança, exposto em casa de Joaquim de Oliveira Preto. 2 – Gertrudes Maria da Conceição, casada em 1833 no Amparo com Francisco Ribeiro Cardoso, filho de Caetano Ribeiro Cardoso e Maria Francisca, ambos os nubentes naturais de Mogi Mirim; 3 – Lourenço Dias de Azevedo, padrinho de batizado no Amparo em 1832, ainda solteiro (BA-1:49) 4 – Joaquim, batizado em Mogi-Mirim em 1811. (CM-6:1v)   TRONCO   II   I – Clara de Azevedo possuia terreno no rocio … Continue...
Almeida Leme

Almeida Leme

ALMEIDA LEME   TRONCO GERAL   I –  Segundo Aristides Monteiro de Carvalho e Silva, Joaquim de Almeida Leme e Antônia Maria de Quadros foram pais de: 1 – Ana Maria de Quadros (que Silva Leme confunde com Ana Joaquina de Almeida, sua irmã, omitida na lista de Silva Leme, e que foi a segunda mulher de seu marido Paulo José de Camargo), casada com Paulo José de Camargo, natural de Mogi-Mirim, filho de Floriano Pires de Camargo e de Gertrudes Antônia. Não se descobriu descendência de Ana Maria de Quadros. 2 – Antônio Joaquim de Almeida, que foi fazendeiro em Limeira e se casou duas vezes, a primeira com Ana da Silveira Leite (ou Ana Domicilia da Silveira), falecida em 1868; a segunda vez casou com F. de Barros. Teve geração das duas esposas, mas Aristides Monteiro só conseguiu … Continue...
Alves da Cruz

Alves da Cruz

ALVES DA CRUZ   TRONCO   Quintiliano Alves da Cruz e Teodora Maria Barbosa, casal que residia em Amparo na metade do século XIX, teve: 1 – João, batizado em 1850, sendo padrinhos Joaquim de Godoy Oliveira e Escolástica Luísa da Conceição. (BA-5:31v) 2 – Maria, batizada no Amparo em 1852, sendo padrinhos Cândido de Godoy Bueno e Maria de Sousa (BA-5:85v), faleceu em 1854 (ADF, 12v)